O trem de Tarrytown para Manhattan!

Hello!!

Hoje falarei sobre o sistema de trens que levam de Tarrytown para Manhattan e vice-versa! Considero essa uma das postagens mais importantes do blog, já que antes da minha viagem achava que esse trajeto fazia parte da malha metroviária de Manhattan, coisa que não é verdade e atrapalhou um pouquinho meu planejamento de gastos! (clique aqui para ler a postagem sobre O metrô e aqui para ler a postagem sobre Planejamento de gastos).

A linha de trem que atravessa Tarrytown é a verde da Metro North Railroad, administrada pela MTA. São várias paradas entre Tarrytown e a Grand Central Station, o destino final de todos os trens é o centro/símbolo do transporte de New York.

metro-north-railroad-map

Esse é o mapa inteiro do sistema, a linha verde é a que leva até Tarrytown.

Para comprar o bilhete nas máquinas existentes na Grand Central ou na estação de Tarrytown é preciso escolher entre só ida ou ida e volta (existem também as opções de vários bilhetes ou um bilhete mensal mas não achei que elas valiam tanto a pena). Além disso, é preciso estar atento aos horários, já que existe diferença entre os horários “Peak” (horário de pico) e “Off-Peak” (horários com trânsito normal). Existe um papel com uma tabela que a escola deu para mim e para todos os outros alunos no dia em que iríamos fazer o primeiro passeio (clique aqui para ler a postagem sobre o primeiro dia).

FullSizeRender

Os horários mais escuros são os de pico.

No começo é bem difícil de entender todas as informações existentes nesse papel, mas com o tempo você se acostuma e percebe que ele se torna um grande aliado para ajudar com o planejamento dos horários.

As máquinas para compra do bilhete aceitam tanto dinheiro quanto cartão. O preço das passagens no trecho Tarrytown – Grand Central fora do horário de pico em Julho/2015 era:

  • Só ida: U$ 10,25
  • Ida e volta: U$ 20,00

Foi aí que se encontrou um dos grandes problemas para mim, já que no meu planejamento tinha separado 3 dólares para cada trecho achando que esse percurso fazia parte da malha metroviária de New York… Apertei um pouquinho as contas e acabei conseguindo administrar bem o dinheiro, já que tinha levado mais do que eu realmente precisaria.

Os trens são divididos em dois tipos: os locais e os expressos. Ambos são o mesmo preço, a única coisa que muda entre eles são as estações que eles param e, consequentemente, o tempo que eles demoram para chegar ao destino. Os locais demoram em média 1 hora de Tarrytown até a Grand Central e vice-versa e param em todas as estações; os expressos demoram em média 35 minutos e param somente em algumas estações. O legal é sempre programar-se  para pegar os trens expressos, já que eles demoram menos para chegar ao destino.

Com o bilhete em mãos é só ir até a estação. Se estiver em Tarrytown, provavelmente encontrará vários alunos esperando o trem junto a você! Um detalhe: quando você compra o bilhete o que vale é o trecho, ou seja, não importa se o sentido que você pega o trem é Tarrytown ou Grand Central Station, o tíquete é valido para qualquer lado!

DSC_0044

A estação de Tarrytown!

Depois de sentar e o trem começar a andar você se sente como se estivesse no expresso polar: um cobrador passa verificando e “picotando” os bilhetes de todos que entraram, por isso, mantenha-o em mãos assim que entrar.

IMG_0513

Dois dos bilhetes que guardei comigo, o primeiro é um “Peak”, o segundo é um “Off-Peak”! (Se quiser guardar os bilhetes com você é só pedir ao cobrador!)

Assim que o trem chega é possível sentir o frescor do ar-condicionado… Como fui em julho, as altas temperaturas faziam com que o trem fosse um ótimo lugar para ficar, isso, porém, nos primeiros 10 minutos! Depois disso não importava o quão quente estivesse do lado de fora, era hora de colocar a blusa se não quisesse passar frio! Uma dica, então, é levar a blusa sempre, mesmo no verão! Não sei como funciona no inverno, mas imagino que seja o contrário…

Logo que o trem parte de uma estação você escuta: “This is the train to Grand Central Station/Croton-Harmon, the next station is —-!” (Esse é o trem para a Grand Central Station/Croton-Harmon, a próxima estação é —-!”. A cada parada do trem você escuta: “This station is —-, as you leave the train please watch the gap between the train and the platform!” (Essa estação é —-, assim que deixar o trem tenha em mente o vão entre o trem e a plataforma!).  Uma das maiores felicidades dos estudantes da EF depois de um longo dia de passeios em Manhattan é escutar: “The next station is Tarrytown!”. Obs: Croton-Harmon é a estação final do trem que vai sentido Tarrytown.

IMG-20150706-WA0021

A parte interna do trem!

Um dos grandes problemas de voltar para Tarrytown é que quase sempre você está cansado porque, provavelmente, passou a tarde toda passeando; isso faz com que você fique com sono durante o trajeto… NÃO DURMA NO TREM! Você corre um sério risco de perder a estação, ter que descer em outra e pagar para voltar ainda! Como eu já disse anteriormente, a coisa mais fácil de achar nesses trens são alunos da EF! Procure por rostos conhecidos quando entrar no trem e sente com essas pessoas, além de fazer novas amizades você passa o tempo treinando seu inglês e não corre o risco de dormir no trajeto! Caso esteja com um grupo de amigos vocês podem combinar entre si quem serão as pessoas que vão ficar acordadas, já que nesse caso nem todos precisam realmente ficar esperando acordados!

Como última coisa nessa postagem quero falar sobre uma dica valiosa! Se estiver indo para Manhattan e for utilizar o sistema de metrô logo que sair da Grand Central Station ou se o lugar para onde você estiver indo ficar perto de uma estação de metrô existe uma forma de economizar 5 dólares no bilhete do trem! Ao invés de comprar a passagem até a Grand Central, compre até a estação Marble Hill! Essa passagem custa U$ 5,25. Chegando lá, desça do trem e pegue o metrô, que você já iria utilizar de qualquer forma, por 3 dólares (que fica do outro lado da rua e um quarteirão para frente). Talvez você demore um pouco mais para chegar no destino, mas economiza 5 dólares que podem ser gastos de outra forma! A mesma coisa vale para voltar de qualquer lugar de Manhattan para Tarrytown: é só pegar o metrô até a Marble Hill, andar até a estação de trem e comprar o bilhete de U$ 5,25 até Tarrytown! (duas fotos acima, o primeiro bilhete é um dos que usei partindo de Marble Hill).

PS: existem vários aplicativos de celular que informam os horários dos trens com precisão, inclusive os atrasos! É bem interessante sempre ter um!

Espero que tenha gostado da postagem! Posts novos toda segunda-feira!

See you!!

 

Talvez você goste também de:

 

Anúncios

18 pensamentos sobre “O trem de Tarrytown para Manhattan!

  1. […] em Tarrytown, uma cidadezinha que fica aproximadamente a 40 minutos de trem de Manhattan (clique aqui para ler a postagem sobre o Trem e aqui para ler a postagem sobre […]

    Curtir

  2. […] pequeno município que fica a aproximadamente 40 minutos de trem de Manhattan (clique aqui para ler a postagem sobre o Trem). Aos meus olhos, parece uma cidade cenográfica, típica dos […]

    Curtir

  3. […] O trem de Tarrytown para Manhattan! […]

    Curtir

  4. […] O trem de Tarrytown para Manhattan! […]

    Curtir

  5. […] Logo que entramos sentimos pela primeira vez a sensação do paraíso do ar-condicionado (clique aqui para ler mais sobre o trem)! No caminho tentei tirar algumas fotos do rio Hudson mas a janela […]

    Curtir

  6. […] como no trem de Tarrytown para Manhattan (clique aqui para ler mais) é sempre bom levar uma blusa… No verão, o ar condicionado parece um paraíso […]

    Curtir

  7. […] O trem de Tarrytown para Manhattan! […]

    Curtir

  8. […] estava incluso, além do ingresso, a passagem de ida e volta no famoso trem de Tarrytown (clique aqui para ler […]

    Curtir

  9. […] O trem de Tarrytown para Manhattan! […]

    Curtir

  10. […] estávamos vindo de Tarrytown e descemos na Marble Hill para economizar tempo e dinheiro (clique aqui para saber mais como isso funciona). Ao pegarmos o metrô lá a melhor opção foi irmos pela linha […]

    Curtir

  11. […] usar o metrô para chegar até a ponte do Brooklyn (se quiser saber mais como isso funciona, clique aqui). Pegamos a linha 1 vermelha até a Chambers St., onde fizemos uma baldeação para a linha A azul […]

    Curtir

  12. […] de dias pelo preço do transporte em NYC (clique aqui para ler o post sobre metrô em New York e aqui para ler o post sobre o trem em Tarrytown). Embora tenha tido uma surpresa quando já estava lá […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s